Crescimento da construção civil deve cair em 2011.

O crescimento da construção civil deve cair para 6% em 2011, quase metade do avanço previsto para este ano, de 11%. A retração seria atribuída a "gargalos" enfrentados pelo setor, de acordo com dados divulgados na terça-feira, dia 7, pelo do Sindicato da Indústria da Construção Civil de São Paulo (Sinduscon-SP).

 Construtoras precisam investir em tecnologia e formação de profissionais para aumentar o número de unidades e obras realizadas com o mesmo custo. "Se não tivermos um salto importante na produtividade, vai ser difícil alcançarmos os mesmos patamares de crescimento".

 Até novembro de 2010, por exemplo, o gasto com profissionais na construção já havia crescido 8,73% no ano.

O custo dos materiais também preocupa.Em 11 meses, a alta é de 5,01%, causada, principalmente, pelo aumento da demanda. "A partir do momento em que você tem um aumento de demanda, você tem aumento dos custos".A indústria de materiais está trabalhando bem perto do seu limite.

As expectativas para 2011 são boas apesar da desaceleração prevista.Os empresários estão otimistas e confiantes, mesmo depois do governo federal anunciar um corte de gastos para o ano que vem.

Boa parte do crescimento previsto para 2011 diz respeito a obras já contratadas. Caso o governo desista de projetos futuros, isso será sentido daqui a alguns meses e que não vai comprometer todo o setor, prevê o diretor de Economia do Sinduscon-SP.

Fonte:Exame 

 
__________________________________________________________________________________________
www.bfconstrutora.com.br
2019/9/21 | 03:45:50

IMPRIMIR