Com falta de mão de obra, construção civil em Maringá tem 2 mil vagas

O interesse dos jovens para trabalhar na construção civil em Maringá, no Norte do Paraná, diminuiu nos últimos anos.

Enquanto em 1996, 34,2% da mão de obra das construções tinham entre 15 e 29 anos, em 2009, o número caiu para 28%.

Os dados foram divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A estimativa do Sindicato dos trabalhadores na indústria da construção e do mobiliário de Maringá (Sintracom) é de que faltem, aproximadamente, dois mil profissionais na área.

Para suprir a falta de pessoal, as construtoras estão oferecendo cursos de qualificação para incentivar os trabalhadores a continuar na área.

 

Fonte:G1

 

 
__________________________________________________________________________________________
www.bfconstrutora.com.br
2020/9/25 | 20:19:48

IMPRIMIR